Abril 21, 2024

O Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA escreveu hoje numa nota de condolências, que foi com profunda resignação que o tomou conhecimento da morte de Lourenço Diogo Contreiras Neto, ocorrida na madrugada do dia 07 de Março de 2023, na cidade de Luanda, por doença, aos 84 anos.

Eis a nota na íntegra:

Foi com profunda resignação que o Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA tomou conhecimento da morte do Camarada LOURENÇO DIOGO CONTREIRAS NETO, ocorrida na madrugada do dia 07 de Março de 2023, na cidade de Luanda, por doença, aos 84 anos.

Natural da localidade de Calubunze, Município de Icolo e Bengo, Província de Luanda, LOURENÇO DIOGO CONTREIRAS NETO, histórico militante, ingressou no MPLA em 1957, integrando as forças guerrilheiras que participaram activamente no processo da Luta Armada de Libertação Nacional.

Pela sua participação no referido processo, o Camarada LOURENÇO DIOGO CONTREIRAS NETO, foi preso pelas autoridades coloniais, colocado na Cadeia de São Pedro da Barra, em Luanda, sendo posteriormente transferido para o Campo do Missombo, no Cuando Cubango(1962), e para o Campo de Trabalho de São Nicolau (1966).

Tenente General na Reforma, o malogrado Camarada LOURENÇO DIOGO CONTREIRAS NETO exerceu o cargo de Vice-Ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, no período de 2000 a 2008, depois de ter sido Chefe de Departamento e Director de Recursos Humanas na Empresa Sonangol, em 1991.

Posteriormente exerceu funções de Deputado à Assembleia Nacional, onde cumpriu dois mandatos (2008-2012) e (20012-2017), findo os quais, foi nomeado para o cargo de Administrador na Empresa Nacional de Gestão de Aeroportos (ENANA), em 2017.

LOURENÇO DIOGO CONTREIRAS NETOfoi um nacionalista que dedicou os melhores anos da sua vida servindo os intentos do MPLA, com admirado  sentido de disciplina partidária e zeloso no cumprimento das várias missões de Estado.

A morte do CamaradaLOURENÇO DIOGO CONTREIRAS NETOrepresenta a perda de um militante da primeira linha, conhecedor do percurso histórico-revolucionário de Angola e do MPLA e, pelo infortúnio, o Bureau Político do Comité Central inclina-se perante à sua memória, endereçando à família enlutada, sentidas condolências.

JA Online

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *