Abril 21, 2024

Os rebeldes do M23 estão a ganhar posições na província do Kivu Norte, na República Democrática do Congo (RDC), depois do fracasso do cessar-fogo, referem fontes locais.

Segundo fontes citadas pela agência France-Presse, os combates continuam entre o exército congolês e os grupos locais armados, de um lado, e os rebeldes do M23, apoiados pelo exército do Ruanda, segundo as autoridades de Kinshasa e a Organização das Nações Unidas (ONU).

O cessar-fogo devia ter tido lugar desde terça-feira “em toda a região oriental da RDC”, com base no calendário acordo em 03 de março, na minicimeira de Luanda, e anunciado pela presidência de Angola, mediadora nomeada pela União Africana para este conflito.

Ainda assim, os rebeldes avançaram e reforçaram o seu controlo sobre a capital provincial, Goma, uma cidade de mais de um milhão de habitantes, entre o Ruanda, a leste, e o lago Kivu, a sul.

Segundo a Lusa, o M23 lançou uma ofensiva em torno de Kirotshe e Shasha, nas margens do Lago Kivu, cortando parte do tráfego na estrada nacional para o Kivu Sul.

“Desde a manhã, tem havido combates após o ataque da M23”, disse por telefone Clodius Buhaze, membro da sociedade civil local, acrescentando que os rebeldes estão nas colinas “por cima do hospital, a menos de um quilómetro da estrada” e estão a ganhar terreno ao exército e aos milicianos locais que participaram nos combates.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *