Abril 21, 2024

O MPLA está a movimentar-se nos meandros do poder de quadrilhas corrompidas para não perder a influência de continuar a manipular os três Órgãos de Soberania.

O responsável da crise de Estado no judiciário é o MPLA.

Por isso, não pode ser este partido a tomar iniciativas para o saneamento das crises políticas, sociais, económicas e culturais em Angola depois do golpe politico-eleitoral de 2022 que ilegitimamente o ajudaram a capturar o exercício do poder político e derrubar a FPU e Adalberto Costa Júnior seus verdadeiros vencedores.

O mínimo que o MPLA pode fazer, se lhe restar algum pudor, é devolver o poder ao verdadeiro Soberano do Estado de Angola para em eleições livres e justas poder escolher seus reais representantes autárquicos e nacionais já.

Obrigado

Clube-K

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *