Fevereiro 25, 2024

Delegações angolanas dos ministérios da Indústria e Comércio e da Agricultura e Florestas participam de amanhã a 2 de Julho, na Terceira Edição da Exposição Económica e Comercial China – África (CAETE), a decorrer na cidade chinesa de Changsha, região centro do país.

Desde terça-feira, no palco do evento encontra-se já a comitiva do Ministério da Agricultura e Florestas, chefiada pelo ministro António Francisco de Assis. Hoje à  tarde são aguardados nesta cidade os  representantes do Ministério da Indústria e Comércio, bem como os membros da missão diplomática angolana na República Popular da China, com destaque para o embaixador João Salvador dos Santos Neto.

Durante quatro dias, entidades chinesas e africanas esperam lançar medidas pragmáticas, tendo em vista a inovação dos mecanismos de cooperação económica e comercial, bem como descobrir as áreas-chave e campos emergentes.

A exposição decorrerá sob o lema,  “Desenvolvimento Comum para um Futuro Partilhado”, e incorporará cerca de 30 actividades, divididas em cinco categorias, com realce para os  fóruns de alto nível, ‘matchmaking’ e seminários temáticos.

Pela primeira vez, seis fóruns liderados por ministérios e comissões (instituições) chinesas vão dominar a exposição, sendo a destacar, entre os quais, o  Fóruns de Cooperação em Infra-estruturas China-África, organizado pela Comissão de Supervisão e Administração de Activos Estatais do Conselho de Estado chinês; Fórum de Cooperação Sanitária e Fitossanitária (SPS) China – Países Africanos, organizado pela Administração Geral das Alfândegas; e o Fórum de Desenvolvimento da Saúde China-África, organizado pela National Medical Administração de Produtos.

À disposição dos países expositores estará uma sala de exposições principal e outra de sub-exposições no Centro Internacional de Convenções e Exposições da cidade e no Parque de Promoção e Inovação da Cooperação Económica e Comercial China-Africa (Grande Mercado Hunan Gaoqiao).

Em termos de ‘matchmaking’, os participantes vão intervir na Feira de Projectos na Zona Piloto, para uma cooperação económica e comercial aprofundada China-África, bem como tomar parte no encontro de promoção no Parque Industrial Africano, Feira de Comércio e Investimento de Produtos Alimentares e Agrícolas China-África e na Feira de Matchmaking de Produtos Industriais Leves Característicos China-África (Suprimentos de Moda).

O evento inclui, ainda, a reunião de Comércio e Investimento de Têxteis e Vestuário China-África, actividades especiais de promoção dos países africanos e o encontro especial de ‘matchmaking’ de Hunan, para produtos e turismo africanos.

A terceira edição do CAETE, sublinhe-se, é vista pela República Popular da China como o espaço ideal para a partilha de experiências, divulgação de relatório sobre as relações económicas e comerciais com a África e o índice  do comércio com os países africanos, servindo de “barómetro” para as entidades empresariais.

Uma sala de 90 mil metros quadrados

Para a exposição e exibição, está preparada uma sala de 90 mil metros quadrados, representando um aumento de 27 mil metros em relação à edição anterior.

De igual modo, dará suporte ao evento um pavilhão africano de empresas e mercadorias, outro chinês de empresas e mercadorias, pavilhão provincial, regional e municipal chinês e um pavilhão de integração do comércio interno e externo.

Os referidos espaços vão servir para mostrar as realizações da cooperação económica e comercial China-África, o perfil dos convidados de honra, províncias temáticas, empresas centrais e províncias locais, regiões autónomas e municípios, produtos africanos característicos de alta qualidade e capacidade de produção, produtos e serviços da China adequados aos mercados africanos.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *