Fevereiro 25, 2024

Dezasseis cidadãos foram detidos segunda-feira, pelo Serviço de Investigação Criminal, no âmbito da manutenção da ordem e reposição do sentimento de segurança das populações, acusados de praticar vários crimes nos municípios do Amboim, Porto-Amboim e Sumbe, província do Cuanza Sul.

Os acusados com idades compreendidas entre os 16 a 66 anos, dos quais duas mulheres, estão implicados nos crimes de homicídio qualificado em razão da qualidade da vítima, abuso sexual de menor de 14 anos, agressão sexual com penetração, roubo qualificado, passagem e colocação em circulação de moedas falsas em notas de cinco mil, furtos e posse ilegal de arma de fogo.

O superintendente-chefe de Investigação Criminal, Rodrigues Leiria Neto, chefe de Departamento de Crime Organizado, considera que, apesar dos crimes registados, a situação da criminalidade na província é considerada calma e sob controlo das forças, tendo das operações realizadas, permitido a apreensão de 73 mil kwanzas falsos, uma motorizada, uma arma de fogo do tipo AKM com corregedor, sem munições, uma botija de gás butano, duas catanas e quatro baterias de 12 de carros, lê-se na nota a que o Estado News teve acesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *