Abril 25, 2024

“Ser verdade que ela vive no Dubai, é uma questão que compete aos EAU e à Interpol”, afirmou à Lusa o porta-voz da PGR, Álvaro João.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola remeteu responsabilidades numa eventual detenção da empresária Isabel dos Santos para a Interpol e os Emirados Árabes Unidos (EAU), confirmando que Hélder Pitta Gróz esteve no Dubai no âmbito da cooperação judiciária.

“A ser verdade que ela vive no Dubai, é uma questão que compete aos EAU e à Interpol”, afirmou à Lusa o porta-voz da PGR, Álvaro João.

O porta-voz respondeu assim quando questionado sobre uma notícia segundo a qual o procurador-geral teria estado recentemente no Dubai para tentar prender a empresária angolana, visada num “alerta vermelho” da Interpol.

Lusa

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *