Fevereiro 25, 2024

Paris (Do enviado especial) – Por falha técnica, Regina Dumbo viu-se desqualificada das eliminatórias para as meias-finais do Campeonato do Mundo de atletismo adaptado.

Na noite de domingo, no evento que decorre no estádio Charlety Porte de Gentilly, em Paris (França), Dumbo até obteve a segunda posição nos 400m para deficientes visuais, classe T11, com o tempo de 1:01.83 que daria acesso à fase seguinte, mas o seu guia cometeu um erro crasso no atletismo.

A evoluírem na quinta pista, Adão Soares, a atleta coadjuvante, pisou a pista lateral em determinado momento do percurso, dando lugar a desqualificação em função das regras estabelecidas pelo Comité Paralímpico Internacional (IPC).

Assim, a velocista da província do Huambo fica de fora das meias-finais a serem disputadas nesta segunda-feira, tal como fica anulado o recorde pessoal que estabeleceu de 1: 02.48 para 1:01.83.

No domingo, evoluíram igualmente as duas outras integrantes da selecção nacional, nomeadamente Juliana Moko e Emelide Kassang, no entanto, igualmente sem lograrem a almejada continuação na prova.

As meias-finais da classe T11 em femininos serão disputadas a partir das 21 horas desta segunda-feira, mais uma hora que em Angola.

Primeira série –  Mazur Joanna (Polónia), Santos de Oliveira  (Brasil), Liu Cuiging (China) e Salcedo Lonis (Colômbia).

Na segunda série – Cagiran Nur (Turquia), Ishitle Lahja (Namíbia), Pabon Angie (Colômbia) e Simplício Thalita (Brasil).

Resultados das qualificativas, no domingo

Primeira série – Santos Oliveira, do Brasil, bateu a concorrência ao cronometrar 1:00.20, seguida de Liu Cuiging, da China, com 1:01.01, Mazur Joanna, da Polónia, com 1:03.28 e Cagiran Nur, da Turquia, com 1:04.16.

Na segunda série domínio para a colombiana Salcedo Lonis, com 1:01.40, seguida por Koech Chel, do Quénia, com 1:07.51, Wu Yi-Jung, da China TPE, com 1:11.74 e Regina Dumbo, de Angola, desqualificada.

Na terceira série, Ishitle Lahja, da Namíbia, venceu com 58.46, seguida por Pabon Angie, da Colómbia, com 59.27, Emeloide Kassang, de Angola, com 1:06.20 e Jepkemei Priscah, do Quénia, desqualificada.

Na quarta e última serie Simplicio Thalita, do Brasil, 1:00.26, seguida por Beel Quintana, da Espanha, com 1:04.42, Juliana Moko, de Angola, com 1:04.49 e Njoroge Mary , do Quénia, com 1:17.03.

Angola volta a entrar em pista quarta-feira nos 100 metros com as tres velocistas e com Manuel Jaime, nos 400 metros para a classe T46, deficiencia motora.

ANGOP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *