Fevereiro 29, 2024

A consultora Oxford Economics reviu, esta segunda-feira, em baixa a previsão de crescimento de Angola, de 2,5% para 1,7% do PIB, e piorou a estimativa para a inflação, esperando uma subida de 16,3% este ano.

“A inflação mais elevada e as maiores taxas de juros, bem como a forte redução nos subsídios aos combustíveis desde Junho, vai limitar significativamente o crescimento do consumo pessoal e o crescimento da economia não petrolífera”, escrevem os analistas num comentário aos últimos dados sobre a inflação.

“Prevemos que o crescimento do Produto Interno Bruto vá abrandar de 3,3% em 2022 para 1,7%, quando anteriormente prevíamos 2,5% em 2023”, escreve o departamento africano da consultora britânica Oxford Economics, citado pela Lusa. 

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *