Fevereiro 29, 2024

Com golo de Dago, aos 90+3, o 1.º de Agosto obteve este domingo empate moralizador a uma bola diante do Petro de Luanda, no maior “clássico” do país, referente à 1.ª jornada do Campeonato Nacional de futebol “Girabola’2023/24”.

Disputado no estádio dos Coqueiros, tudo estava garantido para a festa do futebol nacional, com perto de oito mil espectadores nas bancadas e 22 jogadores em campo contagiados pela “rivalidade” desportiva de sempre.

Com equlíbrio total e volume de jogo que justificava a inauguração do marcador de ambos os lados antes mesmo do intervalo, foi apenas depois disso que o Petro se adiantou no marcador, aos 63 minutos, por intermédio de Erivaldo, com um “chapeu” ao guarda-redes Neblu.

Quando os atletas em campo já geriam o resultado em função da esperada vitória, o 1 de Agosto acabou igualando a contenda na sequência da pressão que vinha exercendo e da boa execução técnica de Dago, num remate, de primeira, sem hipóteses para o guarda-redes “tricolor”, Hugo Marques.

Apesar de não ter sido tão emotivo como se perspectivava, admite-se por ser ainda início da época, o desafio teve todos os condimentos de um clássico, inclusive com duas bolas ao poste.

Aos 41`, Vanilson, pela formação do “catetão”, desviou de cabeça o esférico, que embateu na barra transversal, com o guarda-redes Nublu já batido.

Mas o 1.º de Agosto também viu o poste transversal negar-lhe o golo. O atacante Obed, aos 67`, isolou-se para o remate que embateu na barra, sendo substituído em seguida.

Depois, viu-se um Petro a defender a vitória mágra e a jogar em contra-ataques exporádicos, enquanto o 1.º de Agosto aumentou o volume do jogo ofensivo para a igualdade que surgiu mesmo ao cair do pano.

Com este empate (16º em 60 jogos), o técnico “tricolor”, Alexandre Santos, continua sem vencer o 1.º de Agosto ao longo das duas épocas que se sagrou bicampeão.

Nos últimos 60 confrontos, o 1.º de Agosto venceu em 23 ocasiões e marcou 59 golos. O Petro, soma 22 triunfos e 65 golos. 

No histórico geral, o Petro conta com 17 títulos conquistados e o 1º de Agosto 13.

ANGOP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *