Abril 25, 2024

Os dois hospitais que ainda funcionam no norte de Gaza estão a ficar sem água, eletricidade e comida, e 23 dos 35 hospitais em todo o enclave já colapsaram totalmente, asseguram as autoridades palestinianas.

 “Todos os hospitais em Gaza e no norte estão fora de serviço, exceto o Al Shifa e o Indonésio”, disse Mohamed Zaqout, diretor-geral dos hospitais na Faixa de Gaza, numa conferência de imprensa no enclave palestiniano.

De acordo com Zaqout (que integra os quadros do Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo grupo islamita Hamas), a Unidade de Cuidados Intensivos do Al Shifa (o centro médico mais importante do enclave, localizado na cidade de Gaza), bem como o Hospital Indonésio (em Bait Lahia, muito perto da fronteira norte do enclave) têm estado sob intenso fogo israelita.

Só no Al Shifa há cerca de 2.500 pessoas, incluindo pessoal médico, doentes – entre eles cerca de 650 feridos e 36 bebés em incubadoras – e refugiados, informou Zaqout, citado pela Lusa, que teme pela vida dos pacientes com necessidade de estar ligados a máquinas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *