Abril 21, 2024

O Hospital Geral do Luau (HGL), na província do Moxico, com capacidade para 108 camas, vai ser reinaugurado este sábado, pela ministra da Saúde, Silvia Lutukuta, dois anos depois de receber obras de ampliação e apetrechamento.

Destruído em Novembro de 2020, em consequência de fortes chuvas, a unidade foi erguida num lote de 25 mil 597,92 metros quadrados, com uma dimensão de oito mil 358,53 m2.

 A infra-estrutura, que servirá, igualmente, de escola, para a formação de especialistas em várias áreas, sobretudo de medicina familiar, está localizada na Rua 26 de Agosto, Zona B, no município fronteiriço do Luau, região que congrega mais 110 habitantes.

O Hospital tem uma capacidade efectiva de 108 camas, 42 das quais para internamento de adultos, 30 pediatria, 15 maternidade e 21 no banco de urgência, bem como conta, igualmente, com 13 incubadoras e berços na área de neonatologia.

Entre os serviços que possui, destaca-se um laboratório de bioquímica, blocos operatórios, raio x, estomatologia, oftalmologia, cirurgia, obstetrícia e pediatria.

Conta, igualmente, com uma sala de triagem e espera, duas farmácias, incineradora, morgue, 12 consultórios médicos, casa residenciais para os profissionais, dormitórios, alpendre para paciente com capacidade de 150 cadeiras, armazéns.

A infra-estrutura hospitalar, construída pela empresa Les Greus Technology, Lda e fiscalização está sob alçada das empresas Bermaq, Lda e CJMX, Lda, respetivamente, custou  três bilhões 955 milhões e 746 mil kwanzas, no âmbito das prioridades do Programa Integrado de Intervenção aos Municípios (PIIM).

Com a entrada em serviço, o HGL será a segunda maior unidade de referência da província, apenas superado pelo Hospital Geral do Moxico, inaugurado em 2025, com 150 camas, e atende em média 400 pacientes.

Construído numa zona estratégica, o HGL vai servir também às populações dos municípios do Alto Zambeze, Luacano, Muconda (Lunda Sul), desincentivando a procura dos serviços de saúde à República Democrática do Congo (RDC) e a Zâmbia à procura de assistência médica. 

Com a inauguração deste hospital, a província do Moxico passa a ter 158 unidades sanitárias.  

Disse estar salvaguardada a questão de médicos, enfermeiros, técnico de diagnóstico- terapêutica e outros, pois alguns virão de outras regiões do país e da Zâmbia, no âmbito de um acordo entre os dois governos.  

Luau é um dos nove municípios da província do Moxico,  com 117 mil e 215 habitantes, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, localizado a 334 quilómetros a leste da cidade do Luena. 

Angop

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *