Fevereiro 25, 2024

 

As autoridades japonesas confirmaram a morte de quatro pessoas na sequência dos fortes sismos que hoje abalaram o Japão e que já levaram o Presidente dos EUA, Joe Biden, a manifestar disponibilidade para prestar “toda a ajuda necessária”.

A confirmação do balanço de mortos até ao momento foi avançada pela agência de notícias japonesa Kyodo, citada pela AFP, na sequência de uma série de terramotos que abalaram hoje o arquipélago japonês, tendo o mais forte atingido 7,6 na escala de Richter e levado à emissão de alertas de tsunami.

O risco de tsunami foi entretanto praticamente descartado pelo Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico, com sede no Havai, mas já depois de ondas com mais de um metro de altura se terem abatido sobre partes do país, provocando o desmoronamento de edifícios na região de Ishikawa.

As autoridades japonesas confirmaram igualmente a chegada de ondas às províncias de Yamagata, Niigata e Toyama, onde se registaram quatro feridos, incluindo uma mulher de 80 anos que caiu ao chão durante o processo de evacuação da cidade de Kurobe, segundo a Europa Press.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *