Julho 20, 2024

 

A Federação Angolana de Futebol (FAF) expressou as condolências pelo desaparecimento físico prematuro do futebolista Pedro Banga, após sofrer uma repentina recaída no fim de uma partida no final do ano.

Na nota consultada, na quarta-feira, pelo JA Online, pode ler-se que a FAF “tomou conhecimento do desaparecimento físico prematuro do atleta Pedro Banga, após sofrer repentinamente uma recaída no final de uma partida de futebol de fim de ano, ocorrida entre amigos, no campo do IMNE Marista, não obstante a tentativa de salvá-lo ao ser transportado para o hospital onde veio a falecer”.

O documento detalha, também, que o futebolista era natural de Cabinda e actuou na Academia de Futebol de Angola – AFA, no escalão sub-17, tendo “merecido a confiança da equipa técnica” e sendo convocado para disputar o CAN da categoria e depois participado no Mundial no Brasil.

“Pelo infausto acontecimento, a Direcção da Federação Angolana de Futebol, em nome dos seus funcionários, equipa técnica, atletas e associados inclina-se perante a dor da família enlutada e endereça sentimentos de profunda dor e consternação”, pode ler-se, ainda, na missiva.

JA

 

A Federação Angolana de Futebol (FAF) expressou as condolências pelo desaparecimento físico prematuro do futebolista Pedro Banga, após sofrer uma repentina recaída no fim de uma partida no final do ano.

Na nota consultada, na quarta-feira, pelo JA Online, pode ler-se que a FAF “tomou conhecimento do desaparecimento físico prematuro do atleta Pedro Banga, após sofrer repentinamente uma recaída no final de uma partida de futebol de fim de ano, ocorrida entre amigos, no campo do IMNE Marista, não obstante a tentativa de salvá-lo ao ser transportado para o hospital onde veio a falecer”.

O documento detalha, também, que o futebolista era natural de Cabinda e actuou na Academia de Futebol de Angola – AFA, no escalão sub-17, tendo “merecido a confiança da equipa técnica” e sendo convocado para disputar o CAN da categoria e depois participado no Mundial no Brasil.

“Pelo infausto acontecimento, a Direcção da Federação Angolana de Futebol, em nome dos seus funcionários, equipa técnica, atletas e associados inclina-se perante a dor da família enlutada e endereça sentimentos de profunda dor e consternação”, pode ler-se, ainda, na missiva.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *