Julho 20, 2024

Quatro dias após a abertura das comportas na barragem hidroeléctrica de Laúca, no município de Cacuso, em Malanje, a situação é considerada calma para os habitantes das zonas ribeirinhas, de acordo com os dados da Rede Nacional de Transporte de Electricidade (RNT) e do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros.

O pior, de acordo com os dados, foi evitado devido ao trabalho de sensibilização realizado na véspera com a população, ao ponto de nada de anormal ter se registado, até ao momento, com as famílias residentes nas zonas ribeirinhas.

A direcção da Rede Nacional de Transporte de Electricidade (RNT) e o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros garantiram que as questões técnicas e humanas foram criadas, de modo a acautelar qualquer eventualidade capaz de surgir durante o período de descarga das águas.

Devido ao trabalho de sensibilização, mais de 200 famílias, residentes nos arredores do rio Kwanza, distribuídos por cinco bairros, estão longe de sofrer qualquer consequência do processo de descarga das águas da barragem hidroeléctrica de Laúca.


Espectáculo solidário para os sinistrados no Bengo

Os sinistrados de Caxito, vítimas da abertura das comportas da barragem das Mabubas, vão ser agraciados, depois de amanhã, dia 12, e no sábado, 13, com um espectáculo musical, a ter lugar no Estádio Municipal do Dande, com os artistas Filho do Zua, Yannick Afroman, Noite e Dia, Yola Araújo, Jéssica Pittbull, Pedro Cabenha, Vozes do Nâmbua e Lock Brown.

A iniciativa da produtora Carbura Cervice tem como objectivo obter mais verbas, com as receitas de bilheteira, para ajudar os sinistrados de Caxito. “Queremos levar alegrias a quem perdeu tudo, por meio da música. Não vamos só contar com o dinheiro da venda dos bilhetes, mas também com acções solidárias de pessoas anónimas”, disse.

Ofertas
A empresa Self Phone, distribuidora oficial no país da operadora móvel Africell, decidiu participar da acção solidária a favor dos sinistrados com a oferta de equipamentos de telecomunicação aos coordenadores das comunidades afectadas e membros das comissões criadas para dar resposta à calamidade.

Entre os equipamentos de telecomunicação ofertados, como forma de solidariedade com as vítimas das inundações que ocorreram no município do Dande e provocaram enchentes nos bairros ribeirinhos, constam 47 telemóveis, cartões SIM e recargas telefónicas.

Os representantes da empresa, que foram recebidos em audiência pela governadora do Bengo, Maria Antónia Nelumba, querem interagir com as autoridades competentes sobre o ponto de situação dos sinistrados.

A governadora Maria Antónia Nelumba agradeceu e enalteceu o gesto de solidariedade da empresa pelo município do Dande e pediu que mais iniciativas destas sejam feitas e desejou à empresa sucessos.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *