Fevereiro 25, 2024

Cinco agentes da polícia foram mortos, esta quinta-feira, no noroeste do Paquistão, onde estavam a desempenhar tarefas de segurança, no âmbito das eleições em curso no país asiático, anunciaram as autoridades.

Os atacantes fizeram explodir uma bomba e depois abriram fogo contra uma carrinha onde seguiam os agentes, disse um oficial da polícia local, Khalid Khan, citado pela agência norte-americana AP.

Além das cinco vítimas mortais, dois agentes ficaram feridos no ataque, acrescentou.

Ninguém reivindicou a responsabilidade pelo incidente, mas a área é um antigo reduto dos talibãs paquistaneses que frequentemente atacam as forças policiais.

De acordo com a Lusa, a Comissão Eleitoral paquistanesa considerou, ainda, que mais de 700 mil efectivos de segurança, militares e civis, foram destacados para todo o país para fazer face a qualquer situação adversa.

As províncias do Balochistão (sudoeste) e de Khyber Pakhtunkhwa (noroeste) foram palco de ataques de rebeldes nas últimas semanas da campanha, principalmente nas assembleias de voto e os candidatos.

Na quarta-feira, dois ataques contra escritórios de candidatos políticos causaram pelo menos 26 mortos e 49 feridos no sul do Balochistão.

A campanha eleitoral foi marcada por ataques contra candidatos e pessoal da Comissão Eleitoral, especialmente naquelas duas províncias onde os movimentos rebeldes armados têm uma forte presença, refere a mesma fonte. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *