Maio 23, 2024

O pré candidato Sapalo António, chumbando para concorrer à presidência do PRS, durante o V congresso ordinário exigiu esta quarta-feira, 21, “a reposição que considera estar viciado. “Nos termos dos estatutos do partido, cabe ao conselho político e comité nacional convocar o congresso e não a uma comissão criada pelo presidente do partido”, conta Sapalo António durante uma conferência de imprensa, que serviu para protestar contra a sua exclusão. Sapalo António garantiu impugnar o V Congresso no Tribunal Constitucional caso o conclave acontece no período previsto.

O antigo líder do Grupo Parlamentar do PRS, sublinha que o V congresso ordinário deve ser realizado com múltiplas candidaturas e com uma comissão preparatória composta por pessoas idóneas de modo a garantir imparcialidade e lisura do processo organizativo, o que não aconteceu”. Relativamente à sua suspensão como membro Comissão Nacional do partido, Sapalo António, esclareceu que em nenhum momento foi ouvido pela comissão de ética e auditoria do partido. Sobre a suspensão, Sapalo António assevera ter remetido à comissão da ética e auditoria uma carta em Junho de 2022, a manifestar a sua anulação. “Sou fundador do PRS e nunca mais criarei uma outra formação política”, referiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *