Abril 25, 2024

O Banco Angolano de Investimentos anunciou hoje que tem apenas disponíveis 40 milhões de dólares (37,2 milhões de euros), cerca de 17% das suas necessidades de divisas (234 milhões de dólares, ou 217,6 milhões de euros).

Em comunicado, o maior banco de Angola, refere que, depois de o Ministério das Finanças ter comunicado a 10 de fevereiro que colocaria para venda aos bancos o montante de 300 milhões de dólares (279 milhões de euros), o Banco Angolano de Investimentos pretendia adquirir 175 milhões de dólares (162,8 milhões de euros), que cobririam 75% do volume de operações registadas e a aguardar cobertura cambial naquela data.

Face ao diminuto montante que adquiriu, a instituição bancária informou os clientes que, durante esta semana, está a executar operações que deram entrada até ao dia 17 de novembro de 2023, registando uma necessidade de aproximadamente 234 milhões de dólares (217,6 milhões de euros).

“Cientes dos desafios resultantes da redução da disponibilidade de divisas no mercado, situação que já decorre desde meados de 2023, compreendemos a ansiedade, incompreensão e reclamações dos nossos clientes, pelo que continuaremos a fazer os melhores esforços para minimizar esta situação”, sublinharam na nota.

Segundo o banco, as operações cambiais para o estrangeiro instruídas pelos clientes “são tratadas por ordem de registo, sem privilegiar nenhum cliente, à exceção das relativas ao pagamento com saúde e educação diretamente para os respetivos estabelecimentos, após conclusão de todos os trâmites de verificação de conformidade”.

A redução significativa das receitas de exportação (cerca de 28%), esteve na origem de uma menor disponibilidade de moeda estrangeira em 2023 (-37%) e levou a uma depreciação acumulada da moeda angolana na ordem dos 39% em 2023, particularmente acentuada nos meses de maio e junho.

AO24

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *