Junho 14, 2024

As chuvas, acompanhadas de ventos fortes, que se abateram sobre bairros da sede municipal do Negage, na província do Uíge, entre os dias 24 e 25 do corrente mês, provocaram a inundação de 123 casas, segundo o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB).

Júnior João Changa deu a conhecer, ontem, que 23 casas estão na iminência de desabar e 738 cidadãos encontram-se em péssimas condições de habitabilidade.

“A equipa do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, criada no âmbito da redução de riscos de desastres, continua a fazer o levantamento para que possamos ter o número exacto dos sinistrados”, esclareceu, tendo lembrado que a sede municipal do Negage está situada numa zona plana e com poucas árvores, facto que, como frisou, não ajuda na contenção dos ventos.  O porta-voz do SPCB na província do Uíge acrescentou que a instituição está preocupada com a intensidade das chuvas que se abatem sobre a região, tendo, por isso, aconselhado as famílias que vivem em zonas consideradas de risco a procurarem abrigo em locais seguros quando se registarem chuvas acompanhadas de ventos fortes.   

“Aconselhamos, também, as famílias a adoptarem a cultura de plantação de árvores nos bairros, porque elas ajudam a frenar a intensidade dos ventos e, deste modo, evitar danos maiores”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *