Abril 25, 2024

O antigo Primeiro-Ministro e ex-presidente do Parlamento do Togo, Agbéyomé Kodjo, morreu, no exílio,em França, aos 69 anos, informou, ontem, o portal de notícias local Ici Lomé. Kodjo encontrava-se exilado após as eleições presidenciais de 2020, em que Faure Gnassingbé obteve um novo mandato.

A morte de Kodjo no domingo foi confirmada por fontes próximas do político, citadas pelo portal local noticioso Ici Lomé, sem que as autoridades togolesas tenham feito qualquer declaração até ao momento sobre a morte do líder da oposição, que era muito próximo do arcebispo emérito de Lomé, Philippe Kpodzro, falecido em janeiro, aos 93 anos, na suécia. Kodjo foi primeiro-Ministro entre Agosto de 2000 e Junho de 2002, durante a presidência de Gnassingbé Eyadema – pai do actual Presidente – sob a qual tinha sido anteriormente ministro da Juventude, da Administração.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *