Junho 14, 2024

As empresas angolanas constituem exemplos de resiliência e de vontade de fazer melhor com base em boas práticas, declarou, a Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço, segunda-feira, em Luanda, no acto em que foram anunciados os nomeados para os Prémios Sirius de 2024.

Ana Dias Lourenço, que desde o ano passado preside ao júri dos Prémios Sirius, atribuídos pelo apêndice angolano da empresa internacional de consultoria Deloitte para distinguir “a excelência, talento, inovação e boas práticas empresariais”, considerou que há um acréscimo de qualidade entre as empresas angolanas, de tal forma que torna árdua a missão do  jurado.

“É uma escolha necessária, mas difícil, tendo em conta os admiráveis exemplos de coragem, resiliência e de vontade de fazer melhor, com base nas boas práticas espalhadas por Angola”, afirmou a Primeira-Dama ao discursar no acto de apresentação das 23 nomeações para as sete categorias distinguidas pelos prémios.

Entre os nomeados, contam-se três líderes de empresa indicados para o Prémio Gestor do Ano, designadamente o presidente da Comissão Executiva do Banco BAI, Luís Lélis, o presidente Executivo do Grupo Carrinho, David Maciel, e o director-geral da construtora Casais Angola, Hélder Araújo.

As nomeações para o Prémio Empresa do Ano do Sector Financeiro incluem o BAI, BFA e Standard Bank, a mesma categoria para Empresa do Sector Não Financeiro a Casais, Omatapalo e Sonangol e para a categoria de Empreendedorismo  a ASSC, a empresa de resíduos sólidos Narisrec  e a companhia pesqueira Octosea Pescaria Mormolo.   

Para a categoria de Responsabilidade Social, foi indicado o consórcio anglo-italiano Azzule Energy, o Grupo Carrinho, Sociedade Mineira de Catoca e Sonangol, bem como o BAI, BNA e EMIS na categoria de Desenvolvimento Digital e o BAI, Casais e Standard Bank na de Programa de Desenvolvimento do Capital Humano.

Além destas categorias, há um prémio especial a ser divulgado, na gala, para distinguir boas práticas de gestão empresarial e os projectos com impacto no desenvolvimento do mercado.

O prémio é anunciado na quinta-feira, 11, de acordo com informações obtidas pelo Jornal de Angola no acto de divulgação das nomeações, onde o presidente da Deloitte Angola, José Barata, considerou que a qualidade dos mais de 60 projectos  apresentados nesta edição permite afirmar que o mercado angolano está a evoluir de forma sustentável, económica e social.

Com a Primeira-Dama da República, o júri dos Prémios Sírius é integrado pelos académicos e representantes institucionais José Octávio Van-Dúnem, Noelma Viegas D’Abreu, Francisco Queiroz, Paula Simons, Armando Manuel e  Aia-Eza da Silva.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *