Maio 19, 2024

A Assembleia Nacional condenou, sexta-feira, o incidente ocorrido na comuna do Longa, município do Cuito Cuanavale (Cuando Cubango), onde uma delegação da UNITA sofreu um atentando perpetrado por supostos meliantes, que resultou em “feridos e danos materiais”.

Em comunicado de imprensa, o Parlamento lamenta o ocorrido e apela às populações para respeitarem a convivência pacífica, a paz social e os preceitos do Estado Democrático e de Direito.

“Estamos convictos que o incidente, hoje (ontem), ocorrido, no município do Cuito Cuanavale (Cuando Cubango), vai merecer a devida atenção das entidades competentes, pelo que os autores deverão ser responsabilizados. Às famílias das vítimas do incidente apresentamos a solidariedade”, reforça o documento da Assembleia Nacional.

Segundo o Parlamento, a construção da democracia pressupõe o fortalecimento das instituições, a unidade na diversidade, o respeito pela diferença e a preservação da paz duramente conquistada por todos os angolanos.

Este órgão de soberania considera necessário continuar a firmeza na defesa dos princípios e valores em defesa da paz, da unidade nacional, repudiando todos os actos que revelam intolerância política, religiosa e social, linguagem de ódio e de violência “que não devem ter lugar num Estado Democrático de Direito”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *