Maio 24, 2024

 O Secretário Provincial da UNITA no Cuando Cubango acusou esta sexta-feira, 12, o Comando Provincial da Polícia Nacional de ser conivente com os actos de intolerância política ocorridos no Município do Cuito Cuanavale, em que foram vítimas os deputados e membros da delegação que seguiam viagem ao município.

Joaquim Sapondo diz não entender a atitude dos efectivos da Polícia Nacional local, “que colocaram barreira na localidade do Longa, para impedir o avanço da delegação que pretendia dar sequência às actividades no âmbito das Jornadas Parlamentares da maior força política na oposição”.

“Fomos surpreendidos com um aparato policial na localidade do Longa, que colocou cones para impedir a nossa progressão para o Cuito Cuanavale. Tentamos ligar para o delegado provincial do MININT e comandante provincial, que não atendia o telefone, o que nos deu a entender que é conivente da cabala montada pelos militantes do partido da situação, alérgicos à democracia”, disse.

Sapondo sublinhou que o documento que solicitava a deslocação dos parlamentares do partido do Galo Negro, deu entrada no Governo Provincial do Cuando Cubango, com antecedência, pelo que, segundo disse, não entende a atitude intolerante tomada pelos militantes do MPLA.

Segundo o responsável, vários membros do Comité Provincial da UNITA no Cuando Cubango estão feridos entre os três graves e um sob custódia dos cuidados médicos no Hospital Geral, sendo que até ao momento se desconhece o paradeiro de um outro que foi abandonado no terreno no momento da agressão. As viaturas dos parlamentares também não foram poupadas, segundo atestam as palavras de Joaquim Sapondo.

A Rádio Correio da Kianda contactou o Administrador do Cuito Cuanavale, o Comandante Provincial do Cuando Cubango, Daniel Bombi, e o Comissário José Chinhama respectivamente, mas sem sucesso.

Lembrar que a Assembleia Nacional, através de uma nota de imprensa chegada à nossa redacção, condenou os actos ocorridos naquele município heróico contra os representantes da Casa das Leis.

CK

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *