Maio 23, 2024

 

O governador do Cuando Cubango, José Martins, mostrou-se, segunda-feira, satisfeito com os trabalhos de desminagem e desmatação que estão a ser realizados no troço Cuito Cuanavale/Mavinga que permitiram clarificar até agora 50 dos 202 quilómetros do referido percurso que vai beneficiar de obras de reabilitação.

José Martins que constatou o grau de execução do processo de desminagem que está a cargo do Centro Nacional de Desminagem (CND) em coordenação com a Engenharia Militar das Forças Armadas Angolanas (FAA), garantiu que os trabalhos que tiveram início em Novembro de 2023 decorrem a bom ritmo e os restantes 152 quilómetros que faltam por desminar entre a localidade de Lievela até sede municipal de Mavinga serão concluídos até o próximo mês de Outubro.

O governador que cumpre uma jornada de trabalho de 12 dias no interior da província, nomeadamente nos municípios de Mavinga, Rivungo, Dirico, Calai e Cuangar, explicou que os trabalhos de clarificação e desmatação que congrega a desminagem mecanizada e manual contam com duas máquinas de fabrico americano e três japonesas de grande porte que tornam a actividade mais célere.

Acrescentou que neste momento os 37 efectivos ligados ao CND e da Engenharia Militar das FAA estão engajados para que dentro de seis meses os 202 quilómetros entre Cuito Cuanavale/Mavinga estejam desminados, uma vez que o Executivo angolano já aprovou o orçamento de 265,8 milhões de euros para a reabilitação deste importante troço rodoviário. 

José Martins anunciou que para acelerar ainda mais os trabalhos neste troço que faz parte do corredor leste da província e que dá acesso até a vizinha República da Zâmbia, as equipas de desminagem serão reforçadas nos próximos dias com novos equipamentos.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *