Maio 24, 2024

Pelo menos três armas de fogo automáticas do tipo AKM e uma carabina soviética MOD 98, com respectivos carregadores, que eram supostamente usadas na caça furtiva, no Parque Nacional do Bicuar, foram apreendidas, nesta quarta-feira, em casa de um indivíduo já identificado.

Segundo o porta-voz do SIC-Huíla, inspector Segunda Quitumba, em declarações à ANGOP, as armas estavam enterradas no quintal da casa da comuna do Mulondo, zona fronteiriça da reserva natural, cujo proprietário está foragido.

Afirmou que suspeita-se que o arsenal era frequentemente alugado para fins de caça furtiva, actividade que se acredita ter realizando há anos.

A operação, segundo o oficial, foi desencadeada após denúncias indicarem que o suspeito teria abatido um elefante e em parceria com a fiscalização do Parque do Bicuar realizou-se uma intervenção “bem-sucedida na aldeia de Tchinengue, comuna do Mulondo.

O SIC-Huíla continua com diligências para localizar e capturar o prófugo.

Angop

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *