Maio 23, 2024

Basta que 14 dos 20 clubes da Premier League votem favoravelmente para a proposta ir em frente.

O VAR é uma realidade na Premier League desde 2019, mas a forma como a ferramenta é utilizada tem gerado muitas situações polémicas. Nesse sentido, os 20 clubes que integram a competição vão votar, em junho, uma proposta de abolição do VAR, que caso seja aceite pode entrar em vigor já na próxima temporada.
Esta votação está relacionada com as constantes polémicas e queixas, por parte de clubes e adeptos, que acreditam que a ferramenta de auxílio ao árbitro tem colocado em causa a integridade da competição.
O Wolverhampton foi um dos grandes impulsionadores da proposta e, para ser implementada, basta que 14 dos 20 emblemas que integram a Premier League votem favoravelmente à abolição do videoárbitro. “Não queremos encontrar culpados, apenas queremos o melhor para o futebol. Depois de cinco temporadas com o VAR na Premier League, é altura de um debate crítico e construtivo sobre o futuro deste sistema.
Na nossa opinião, estamos a pagar um preço muito alto por uma melhoria pequena na eficácia das decisões das equipas de arbitragem e que desvirtua o espírito do jogo. O VAR tem contribuído para danificar a ligação entre os adeptos e o futebol e também para menorizar o valor da marca Premier League”, comunicou o emblema britânico, onde jogam os portugueses José Sá, Toti Gomes, Nélson Semedo e Pedro Neto.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *