Junho 14, 2024

O jogo desta terça-feira entre Angola e Camarões, a partir das 20 horas, no estádio 11 de Novembro, em Luanda, provoca prognóstico difícil, de ambos os lados, por parte de amantes do futebol.O sector defensivo dos Palancas Negras (selecção angolana) é visto como o menos capaz, ao passo que Gilberto “Gibelé”, Gelson Dala, Mabululu, Benson, Milson e Randy Nteka surgem como os potencias autores dos golos da vitória dos anfitriões.Por parte dos visitantes, os amantes do futebol destacam às competências do guarda-redes André Onana (Manchester United) e dos avançados Choupo-Moting e Vincent Aboubakar, este último autor de dois golos no desafio anterior em que os Camarões golearam Cabo Verde, por 4-1.Numa ronda efectuada segunda-feira pela ANGOP, na capital do país, a antevisão dos aficionados foi equilibrada, mas o factor público é visto como catalizador para um quarto triunfo dos anfitriões, contra cinco dos visitantes, no histórico de 15 confrontos, que regista ainda sete empates.O estudante de comunicação social, Pedro Damião, considerou que será um desafio bastante renhido, mas com 60% de probabilidade de Angola conquistar os três pontos, recomendando, para isso, determinação e eficácia no ataque.O interlocutor considera um duelo que promete surpresas, onde os problema administrativos decorrentes do “imbróglio” entre a federação camaronesa e o ministério dos Desportos em nada influenciará a adversária, como ocorreu na vitória gorda sobre Cabo Verde de 4-1, em Yaoundé.O futuro comunicólogo identificou a defesa como o ponto fraco e o meio-campo como o forte, sugerindo ao seleccionador Pedro Gonçalves a opção por um sistema táctico de três centrais (3-5-2), com maior circulação de bola no centro do terreno.Já o electricista de construção civil, Alexandre Calunga, acredita que será um grande teste para os “Palancas Negras” e mostra-se expectante quanto a integração de Gibelé no 11 inicial, depois de não ter sido utilizado na partida anterior.“O técnico Pedro Gonçalves deve adoptar por uma táctica de 4-4-2 ou 4-3-3”, disse o profissional de electricidade, cujo prognóstico é de vitória de Angola, por 2-0.Outro entrevistado, o comerciante Octávio Gabriel, baseou-se no bom desempenho no CAN, decorrido este ano na Côte d’ Ivoire, para apostar em supremacia do combinado nacional.Para ele, Gelson Dala e Mabululu serão os marcadores no triunfo de 2-0, sendo que o último anotou o tento solitário (1-0) diante do Eswatini, sexta-feira passada, na terceira ronda, igualmente no 11 de Novembro.Na ronda, efectuada predominantemente em zonas comerciais na cidade capital (Luanda) o camaronês Billala Ndiae, de 35 anos de idade, prevê dificuldades de ambos os lados, mas, ainda assim, aposta em vitória dos angolanos, por 2-0. Gelson Dala e Mabululu surgem novamente como os autores dos golos.

Residente no país há 14 anos, Billala Ndiae destacou Gibelé, Gelson Dala, Mabululu, Benson e Randy Nteka como os mais temidos de Angola.Quanto aos contrários, os atacantes Aboubakar e Ngadey devem merecer maior atenção por parte do sector defensivo nacional.“Embora os Camarões estejam motivados, depois de golearem Cabo Verde no fim-de-semana, não conseguirão ganhar Angola. O técnico deve lançar o Gibelé”, defendeu, igualmente.O adepto do Sagrada Esperança da Lunda Norte, segundo classificado do Campeonato Nacional “Girabola”, avaliou o sector defensivo como o ponto fraco da selecção angolana.O comerciante Ibrahime Bayo, de 32 anos de idade, residente em território angolano há cinco anos, afirmou que os problemas administrativos na federação, dirigida pelo antigo internacional Samuel Eto´o, podem influenciar sim para a vitória dos Palancas Negras.Sharmaark Haddi Abni, de 45 anos de idade, disse que será um jogo complicado para Angola, mas almeja um triunfo e a consequente subida na tabela classificativa.O adepto estrangeiro do Petro de Luanda, tricampeão do Girabola, acredita numa maior organização defensiva para contrapor o ataque dos Camarões, liderados por Vincent Aboubakar e Choupo-Moting.“Mabululu, Gelson Dala e Gibelé são os jogadores que podem marcar sempre alguma diferença no ataque, conforme vimos no Campeonato Africano das Nações (CAN´2024)”, lembrou.Dois factos curiosos ocorreram nesta ronda da ANGOP. Os nomes Ginelé, Mabululu, Gelson Dala, Benson e Randy Ntek foram citados repetidas vezes como sendo os principais activos no ataque do conjunto nacional, tal como o prognóstico de vitória por 2-0. “Que assim seja”.Enquadrada no grupo D, Angola ocupa a terceira posição, com cinco pontos, enquanto Camarões lideram, com sete pts, os mesmos que a Líbia, na segunda posição.A selecção de Cabo Verde, com quatro pontos, é a quarta colocada, as Ilhas Maurícias quinta, com um, ao passo que Eswatini a sexta e última do grupo sem pontuar.O Campeonato do Mundo de 2026 será disputado nos Estados Unidos da América, Canadá e México. 

Angop

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *