Maio 19, 2024

A petrolífera angolana e suas congéneres da República Democrática do Congo(RDC), Sonahydroc e  Covil, assinaram, quinta-feira, em Kinshasa, um acordo de fornecimento   de produtos derivados de petróleo.

Em declarações à ANGOP, após assinaturas do acordo, Sebastião Martins, Presidente do Conselho de Administração da Sonangol, disse que as duas empresas da RDC vão passar a receber os referidos produtos ao preço de mercado.

“Vamos, gradualmente, começar com cargas de 5 mil toneladas métricas de fornecimento, para atingir a meta de 60 toneladas métricas”, referiu, sem adiantar datas.

Sebastião Martins apontou que o acordo significa melhoria das relações comerciais entre as empresas e os países.

Rubricaram o referido acordo Sebastião Martins, PCA da Sonangol, e o director geral da Sonahydroc, Augustin Nkuba Kasanga, bem como os chefes executivos da Cobil, Georges Kettel Yamba Ngoie e Djena Bassiala  Nlandu, respectivamente.

Em ainda em Kinshasa, efectuou-se a assinatura do protocolo de cooperação para pesquisa e produção de hidrocarbonetos na Zona de Interesse Comum (ZIC), entre os ministros dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás de Angola e da RDC, Diamantino Azevedo e Didier Ntubanga, respectivamente.

O protocolo contém os princípios de gestão da concessão que envolve a zona marítima de interesse comum em termos de hidrocarbonetos.

De recordar que as partes realizaram nos dias 20 e 21 de Junho, em Luanda, a terceira reunião da Comissão Bilateral para o aproveitamento de hidrocarbonetos na Zona de Interesse Comum (ZIC), tendo a Agência Nacional de Petróleo e Gás e a sua congénere congolesa rubricado o Modelo de Contrato de Partilha de Produção (CPP).

A Zona Interesse Comum está situada na região marítima compreendida entre o Sul do bloco 14 e o Norte dos blocos 1, 15 e 31,  das concessões petrolíferas angolanas.

Compreende os indícios de acumulação de hidrocarbonetos (leads), prospectos e jazigos, presentes e futuros em fase de pesquisa, desenvolvimento transfronteiriços, em produção, liberados e/ou abandonados de acordo com o artigo   2° Resolução n° 33/08 de 14 deAbril.

Entre os  passos dados para a materialização do Acordo Final,  consta a Resolução n° 19/04 de 30 de Julho, que aprova o Memorando de Entendimento assinado a 08 de Junho de 2003 e Resolução n° 33/08 de 14 de Abril, que aprova o Protocolo de Cooperação entre o Governo da República de Angola e o Governo da RDC, para a pesquisa e produção de Hidrocarbonetos na ZIC.

Na Resolução n.33 consta  o Acordo Comercial que define os termos da actividade de exploração e os princípios gerais que vão regular a partilha de produção.

A repartição de interesses entre as partes na ZIC representa-se por  50% para Angola e 50 por cento para  República Democrática do Congo.

Angola partilha uma extensa fronteira terrestre e marítima com RDC a Norte de cerca de 2 511 quilómetros.

ANGOP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *