Julho 20, 2024

A governadora da provincial do Huambo, Litti Nolika, defendeu, quinta-feira à noite, na comuna do Quipeio, município do Ecunha, maior flexibilidade na execução dos eixos do Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza (PIDLCP).

O PIDLCP tem oito eixos em que se destacam a integração dos ex-militares, serviços primários de saúde, merenda escolar, promoção da empregabilidade com a forma técnica e distribuição de kits profissionais nas comunidades.

Os seus objectivos estão alinhados com o Plano de Desenvolvimento Nacional, através de uma gestão coordenada, com base numa selecção adequada dos territórios e dos beneficiários, depois de uma concertação entre as administrações municipais.

A governante falava à imprensa, no final da visita que a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Ana Paula do Sacramento Neto, que cumpre uma jornada de trabalho de dois dias nesta região do Planalto Central, efectuou em alguns projetos do PIDLCP nos municípios da Caála e Ecunha.

Segundo a governadora, a pré-definição dos eixos do programa e o respectivo cumprimento escrupulosos constitui uma das principais dificuldades na sua implementação, pois as províncias não têm os mesmos problemas e apresentarem realidades completamente diferentes.

Por isso, disse ser fundamental que haja uma maior flexibilidade na execução das acções do programa, de modo a permitir aos governos provinciais e administrações municipais a atenderem as prioridades das suas regiões, com foco no alcance dos objetivos preconizados no domínio do combate à e pobreza e promoção do desenvolvimento das comunidades.

Para o caso do Huambo, Lotti Nolika apontou como prioridade a construção de mais salas de aula, para permitir a inserção de mais crianças no sistema normal de ensino, o alargamento da rede sanitária e a reabilitação das vias de acesso às zonas com elevadas potencialidades agrícolas.

Por conta disso, augura, com a vinda da ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, a elaboração de novas estratégias para garantir maior velocidade e empenho nos diversos eixos.

Por sua vez, a ministra Ana Paula do Sacramento Neto reiterou a continua execução do PIDLCP, com os objectivos voltados para o combate à fome e à pobreza nas comunidades.

No primeiro dia de trabalho no Huambo, a governante visitou, no município da Caála, concretamente no bairro de Nacandiango, uma escola evolutiva de 4 salas de aula, inaugurada em Abril último.

Já no Ecunha, visitou outra escola evolutiva de 4 salas de aula, na localidade de Cambala, em funcionamento desde Fevereiro, e o centro de Saúde do Quipeio, colocado à disposição da população em Abril.

Para esta sexta-feira, segundo e último dia de trabalho, para além de orientar o encontro de reavaliação do PIDLCP, vai, também, presidir uma formação do sistema informático de gestão das acções do programa de combate à pobreza e visitar o lar de terceira idade Ongundjy-Yo-Muenho, na periferia cidade do Huambo. 

ANGOP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *