Fevereiro 29, 2024

 

Angola defendeu, segunda-feira, em Nova Iorque, a importância estratégica da Agenda da Juventude, Paz e Segurança e da sua implementação para aumentar a participação dos jovens nos processos de construção da paz e de desenvolvimento comunitário.

 Falando na sessão aberta do Conselho de Segurança, sob o tema “Reforçar a Implementação da Agenda da Juventude, da Paz e da Segurança para uma África Pacífica e Estável”, o representante permanente de Angola junto das Nações Unidas, embaixador Francisco José da Cruz, considerou fundamental que se continue a reforçar a colaboração e a coordenação estratégica entre os Estados-membros, as instituições locais, nacionais, regionais, continentais e internacionais, para aproveitar os seus pontos fortes.

Para o diplomata, a Agenda da Juventude, Paz e Segurança deve permanecer na vanguarda dos debates e decisões, tendo em conta o papel estratégico e a percentagem da população jovem mundial, particularmente em África, e o facto de ser a mais afectada pelos conflitos que o mundo enfrenta hoje.

“Angola elogia e incentiva o Conselho de Segurança da ONU a convocar regularmente reuniões neste formato, para discutir e actualizar programas e seus processos de implementação, bem como facilitar a partilha de experiências, lições aprendidas e melhores práticas para apoiar e promover a Agenda da Juventude, Paz e Segurança a nível mundial”, ressaltou, citado em comunicado da missão diplomática angolana em Nova Iorque enviado ao Estado News.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *