Fevereiro 25, 2024

O país assinala, hoje, 44 anos desde a morte do primeiro Presidente da República, António Agostinho Neto, ocorrida em Moscovo.

Agostinho Neto nasceu na aldeia de Caxicane, Icolo e Bengo, localidade agora adstrita à província de Luanda, a 17 de Setembro de 1922, tendo falecido por doença, em Moscovo, capital da então União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), a 10 de Setembro de 1979, quatro anos após ter proclamado a Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975.

Fruto da sua bravura e destacada contribuição em prol da Independência e da integridade territorial do país, António Agostinho Neto foi proclamado Herói Nacional e expoente máximo do nacionalismo angolano.

Em alusão à data, decorrem em todo o país jornadas para homenagear a vida e obra do também Poeta Maior e médico “profundamente humano”.

Uma palestra, que versou sobre a vida e obra de Agostinho Neto, marcou, na sexta-feira, em Mbanza Kongo, a abertura da jornada do Herói Nacional na província do Zaire, que se inicia hoje até 17 do corrente mês, em todo o país.

Ao dissertar o tema, o académico Agostinho Dias Zantoto afirmou que o empenho e a dedicação ao trabalho de todos os cidadãos, de modo a engrandecer a nação angolana, é a melhor forma de homenagear Agostinho Neto.

Zantoto lembrou que Neto foi um fervoroso patriota, político, médico e humanista,  que dedicou a sua vida em prol da libertação do povo angolano do jugo colonial português e de outros países do continente africano.

O docente sublinhou que o Poeta Maior denunciava, através da sua poesia, as injustiças de que eram sujeitos os angolanos e demais povos africanos subjugados, expressando, também, as legítimas aspirações dos oprimidos. Agostinho Zantoto exortou a juventude, fundamentalmente, a reflectir, continuamente, sobre os ideais, ensinamentos e  a visão de Neto para servirem de inspiração para as ingentes tarefas da consolidação da nação angolana e do seu desenvolvimento.

Legado revitaliza a economia

O director do Gabinete Provincial da Educação do Cuando Cubango, Inácio José Samba, disse, sexta-feira, na cidade de Menongue, que o Governo local tem vindo a gizar esforços para a revitalização da economia do país e da província em particular, seguindo os ensi-namentos do primeiro Presidente da República, António Agostinho Neto.

Inácio José Samba, que falava no acto provincial de abertura das celebrações do 101º aniversário do saudoso Presidente da República, disse que estes programas têm como meta o alcance do bem-estar das empresas e das famílias, para que o país, em geral, e o Cuando Cubango, em particular, possam desenvolver-se através da aposta na Agricultura e Indústria.

“Os angolanos celebram esta data num momento particular da sua história, em que se desenvolvem políticas públicas e estratégias para ultrapassar a crise económica e financeira que o país atravessa”, disse, salientando que os pronunciamentos contra o desemprego, o combate à fome e à pobreza são referências que imortalizam o Herói Nacional.

O responsável sublinhou que se baseando na visão do saudoso Presidente António Agostinho Neto, segundo à qual a agricultura é a base e a indústria o factor decisivo, apesar da luta que é travada no campo económico, é necessário não esquecer a batalha para o resgate dos valores pelos quais Angola se constituiu. Inácio José Samba recordou que o amor à Pátria angolana e o respeito a todos quantos se bateram pela liberdade de Angola devem estar sempre presentes em cada um dos cidadãos.

“Esses valores devem ser passados às novas gerações, através da narração de componentes históricos que permitam à juventude conhecer o passado, para melhor avaliar o presente e perspectivar o futuro”, sublinhou.

O director do Gabinete Provincial da Educação do Cuando Cubango disse que fruto dos feitos do saudoso Presidente Agostinho Neto, a data do seu nascimento foi consagrada como o dia do Fundador da Nação e do Herói Nacional, como forma de perpetuar os princípios, ideais e ensinamentos de todos que se debateram em prol da Liberdade Nacional.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *