Fevereiro 25, 2024

A Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE) na Huíla, recuperou um total de 18 viaturas e outros patrimónios que foram transferidos de forma ilegal para a esfera privada por antigos gestores públicos.

Com base nas denuncias públicas, o IGAE conseguiu recuperar  viaturas, residenciais e fazendas pertence a Universidade Mandume-ya-Ndemufayo e da extinta empresa Mecanagro.EP, esta última conta com uma filiar no Cunene.

Em declarações à Rádio Nacional de Angola, o director de denúncias, queixas e reclamações da IGAE, Frederico Jamba Lima, explicou que os antigos gestores das instituições acima referidas, ocultaram parte considerável dos patrimónios, no acto de passagem de pasta para os seus sucessores.

“18 viaturas em bom estado técnico, destas, 12 propriedade da Universidade Mandume-ya-Ndemufayo. Quatro viaturas modelo Toyota Lander VX ainda se encontram em posse de antigos gestores que negam entrega-las, razão pelo qual foram instados para responderem a PGR”, disse o responsável.

Frederico Jamba Lima explicou, ainda, que antes do complexo escolar ter sido desviado pelo antigo gestor, o Estado havia desembolsado cerca de 150 mil dólares para a sua reestruturação que nunca chegou de ser feita, tendo o empreiteiro desaparecido após receber os valores pagos na totalidade.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *