Abril 21, 2024

Moradores do Bairro Bela Vista, nas proximidades da Paragem Obrigatória, enfrentam uma dura realidade: vivem há seis mil quinhentos e setenta dias sem energia elétrica, totalizando 18 anos sem acesso à corrente eléctrica.

A REDACÇÃO

Mais de duzentas famílias nessa área, localizada a cinco quilómetros da sede da Administração do Distrito Urbano do Morro dos Veados, no Município de Belas, em Luanda, sofrem com essa ausência, enfrentam dificuldades que incluem a fome e a pobreza.

Em declarações ao Estado News, João António, residente na zona há mais de uma década, destaca que a Comunidade do Bairro do Mundial foi rapidamente contemplada com um projecto de eletricficação domiciliar, enquanto a vizinhança de Bela Vista, próxima à Paragem Obrigatória e mais próxima da administração local, foi ignorada por essa iniciativa governamental. António aponta essa disparidade como uma segregação deliberada perpetrada pela ENDE e seus profissionais, o que gera instabilidade e conflitos sociais nessas áreas marginalizadas.

Ao Expressar sua indignação com a situação, João destaca que essa falta de acesso à energia eléctrica compromete severamente a qualidade de vida dos moradores, dificultando tarefas básicas do dia-a-dia e limita as oportunidades de desenvolvimento económico da comunidade.

Indiana Conceição, outra moradora, que também a nossa reportagem lamenta profundamente a condição em que o Bairro Bela Vista se encontra e faz um apelo urgente à ENDE e à administração municipal para que intervenham e resolvam esse problema de electrificação que afecta essa parcela do distrito urbano.

 Habitante ressalta a necessidade de acções imediatas para fornecer energia eléctrica a essas famílias, garantindo-lhes dignidade e condições adequadas de vida na sua própria terra.

O Estado News tentou ouvir a Administração do Distrito Urbano do Morro dos Veados, no Município de Belas, mas não fomos bem-sucedidos. Este jornal promete acompanhar e relatar o calvário dos moradores desta zona de Luanda.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *