Junho 14, 2024

A coordenadora residente das Nações Unidas em Angola, Zahira Virani, manifestou esta segunda-feira, em Luanda, satisfação pela assinatura do acordo  de isenção e facilitação de visto em passaportes ordinários entre o governo angolano e a organização internacional. 

Recentemente Angola e a Organização das Nações Unidas assinaram o instrumento jurídico que facilita a entrada do pessoal da  ONU, dependentes, famílias e para especialistas a trabalho.

De acordo com uma nota de imprensa enviada à ANGOP, esta terça-feira, Zahira Virani manifestou este apreço durante um encontro de trabalho, em Luanda, com o ministro angolano  das Relações Exteriores, Téte António.

Durante a audiência, a funcionária da ONU acreditada em Angola, afirmou que a assinatura do acordo  demonstra a aposta de Angola no multilateralismo, em que as Nações Unidas são a maior representação.

Disse também que o gesto do Governo angolano significa um sinal claro de valorização do trabalho das Nações Unidas, dos seus funcionários, técnicos e especialistas, principalmente com a pretensão de vir a Angola para um trabalho conjunto, de modo a atender as metas comuns, que são o desenvolvimento sustentável, Agenda 2030 e outras.

“O encontro entre as duas entidades serviu também para passar em revista assuntos relacionados com o Quadro de Cooperação entre Angola e a Organização das Nações Unidas (ONU) para o Desenvolvimento Sustentável 2024-2028”, ressalta o comunicado. 

A nota  adianta que os acordos visam facilitar a vida, a circulação e a estadia dos funcionários das Nações Unidas no país, o que demonstra o engajamento do Governo angolano na cooperação com a organização política mundial. 

Angop  

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *