Maio 18, 2024

Angola e os Estados Unidos da América assinaram, terça-feira, em Dallas, acordos de financiamento para o desenvolvimento do Corredor do Lobito, o principal beneficiário da Parceria Global de Investimento e Infra-estrutura (PGI), no valor de 1,3 mil milhões de dólares.

Os documentos assinados pela ministra das Finanças, Vera Daves, e pela presidente do Banco de Exportação e Importação dos EUA (EXIM Bank), Reta-Jo Lewis, destinam-se ao financiamento de três projectos de infra-estruturas ligadas ao Corredor do Lobito e visam, igualmente, investimentos em energia limpa, conectividade e expansão do sinal de rádio e infra-estrutura de transporte.

Na ocasião, o Presidente da República, João Lourenço, que testemunhou o acto destacou a importância dos projectos, ressaltando o seu impacto directo nas comunidades em Angola, além de proporcionarem uma oportunidade para a diversificação da economia nacional com efeito de contágio para as economias da região da SADC.

Para o estadista angolano, os projectos ligados ao Corredor do Lobito são uma prioridade do Governo pela sua capacidade de promover o comércio ao longo do corredor.

Por sua vez, a  presidente do EXIM Bank apontou o compromisso da instituição em aumentar os investimentos na África Subsaariana, destacando que estes acordos representam os maiores pacotes de financiamento da PGI apoiados pelos EUA para qualquer país desde o início da iniciativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *