Abril 25, 2024

Luena – O governador provincial do Moxico, Ernesto Muangala, ressaltou o trabalho da Polícia Nacional (PN) na manutenção da ordem e tranquilidade públicas, com destaque para o combate aos crimes transfronteiriços.

Ernesto Muangala reconheceu que a PN desempenha a sua missão com “bravura, heroismo, profissionalismo e entrega”, segundo lê-se numa mensagem endereçada à corporação por ocasião dos 47 anos de sua existência, assinalados na terça-feira, dia 28 de Fevereiro.

A PN, só no mês de Janeiro, registou 48 violações de fronteiras entre Angola/RDC/Zâmbia, perpetradas por cidadãos nacionais e estrangeiros.

Na senda da missão da PN, o governante ressaltou igualmente o profissionalismo dos agentes da corporação no respeito pelo regular exercício dos direitos e liberdades fundamentais dos cidadãos, na defesa da propriedade privada, colectiva e estatal, de  prevenção da delinquência  e de combate a criminalidade.

Dados da PN mostram que no mês de Janeiro foram registados  217 crimes diversos, resultando em 51 detidos. Em termos da sinistralidade rodoviária, quatro pessoas morreram (71 morreram em 2022) e 604 ficaram feridas em 44 acidentes de viação.

“Rendemos igualmente homenagem à todos os efectivos que consentiram inúmeros sacrifícios em prol dos superiores interesses da pátria e sobretudo, aqueles que perderam as suas vidas no honroso cumprimento do dever.”, reconheceu Muangala.

Durante os festejos da efeméride, o comandante provincial da Polícia Nacional, Dias do Nascimento, promoveu 27 sub-oficiais ao grau de oficiais superiores.

Reiterou a necessidade dos efectivos continuarem a estar próximo dos cidadãos para devolver o sentimento de segurança.

Aos 28 de Fevereiro de 1976 foi criado o Corpo de Polícia de Angola (CPPA), que, no período de 1976 a 1993, sofreu várias transformações, até passar a designar-se Polícia Nacional de Angola (PNA), através do decreto 20/93, de 11 Julho, que aprovou o novo estatuto orgânico.

Angop

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *