Abril 25, 2024

Quatro navios de cruzeiro, com 2.753 excursionistas, chegaram ao país, desde Dezembro do ano passado, segundo o director do Instituto de Fomento Turístico (INFOTUR).

Afonso Vita, que falava, este sábado, em Luanda, à chegada de um navio de cruzeiro, proveniente da Alemanha, com 550 turistas, acrescentou que o país está no bom caminho em termos de fomento do turismo.

Defendeu a necessidade de se continuar a investir no sector para atrair mais turistas, citando como exemplo de áreas à espera de investimentos as Quedas de Calandula, Pedras de Pungo Andongo, Património da Humanidade (Mbanza Congo) e a região histórica de Massangano.  

Deu a conhecer que, além de Luanda, as províncias do Namibe e de Benguela vão passar a receber mais navios de cruzeiro. 

“Sábado recebemos um navio de cruzeiro, hoje (ontem) outro, dia 21 teremos o terceiro e dia 31 o quarto. Pela primeira vez na história de Angola teremos quatro navios de cruzeiro no mesmo mês, o que é significante para o país”, disse Afonso Vita.

Segundo o director do Infotur, o Miradoro da Lua, a 55 quilómetros de Luanda, tem sido um dos locais mais visitados por turistas, que manifestam interesse em conhecer hábitos e costumes dos angolanos e a sua gastronomia. “Centenas de turistas, angolanos e estrangeiros, visitam, todos os dias, o Miradouro da Lua, no distrito dos Ramiros, município de Belas, em Luanda, depois de ter sido reabilitado, em 2019”.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *