Fevereiro 29, 2024

Detido desde o passado dia 12 de Junho, sob acusação de ter cometido o crime de extorsão com abuso de poder, o Porta-voz do SIC no Cuando Cubango, Intendente Paulo Dias de Novais, segue em prisão preventiva sem qualquer pronunciamento do órgão a que está vinculado,  nem tampouco do órgão defensor da legalidade que emitiu o mandado de detenção.

Fontes do Comando Provincial da Polícia do Cuando Cubango, e da Delegação do MININT naquela província, denunciam que Novais é protegido, “Sobrinho” da Mais Alta Patente da Polícia naquela circunscrição, e ” Carteiro-cobaia” do Director do Provincial do SIC que tentam, à todo custo, escamotear a detenção e ilibar o seu “pupilo” das masmorras desta encruzilhada à que Paulo Dias de Novais enveredou, com coação aos procuradores e negociátas de suborno aos denunciantes para que estes retirem a queixa-crime.

Sobre o caso, nas conversas e  murmúrios dos citadinos da capital da Terra do Progresso, ouve-se de que a PGR está sobre forte pressão e tráfico de influência, vindas de todas as latitudes gestão da província. No entanto, no meio de todo este emaranhado de incertezas, as perguntas que não se querem  calar são  as  de saber se quanto tempo mais é que a PGR precisará para a constituição das provas e remeter a acusação ao Tribunal da Comarca de Menongue  para que haja um despacho de pronúncia e a conseguinte prossecução do julgamento? Será que as provas carreadas na acusação não são bastantes, nem pleníssimas para  que a acção ganhe pernas? Ou será que as negociátas com a contraparte terão surtido efeito e esta terá aceitado a proposta dos Guardiões de Paulo Dias de Novais para que o caso fique num túmulo, que nem o de Lázaro, ou em Banho Maria? Face ao tempo, e dado o facto do visado ser uma pessoa publicamente exposta, não seria altura de haver já um pronunciamento, vínculativo, quer do SIC, como da PGR, até porque o primeiro órgão pediu o contraditório mas depois fechou-se em copas?…

Impunidade, corrupção ou tráfico de influência, o certo mesmo é que, o SIC mantem-se Xinini e a PGR não tuge nem muge e Novais segue detido e não pode ascender do grau de Intendente para o de Superintendente, apesar do seu nome constar da listas dos oficiais que foram patenteados por ocasião da celebração do aniversário do MININT,  a sua patente chegou, mas a imposição nos ombros não aconteceu porque o xará do Primeiro Capitão-general  de Angola está mesmo na KUZU.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *