Julho 21, 2024

O ex-ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, declarou-se hoje inocente num tribunal de Nova Iorque, na primeira sessão do julgamento relativo ao escândalo das dívidas ocultas, depois da extradição da África do Sul.

De acordo com a Lusa, que cita a agência de informação financeira Bloomberg, o juiz distrital Nicholas Garaufis considerou haver risco de fuga e negou o pedido do ex-ministro de libertação sob fiança.

Os procuradores defenderam que Chang deve permanecer sob custódia porque Moçambique não tem um acordo de extradição com os Estados Unidos da América (EUA).

O antigo ministro pode enfrentar 55 anos de prisão se condenado pelas acusações.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *