Maio 19, 2024

Por: Chantas de Almeida

Quem bem me conhece sabe que, procuro ser o mais vertical e sincero possível em emitir opiniões,  embora evito fazer abordagens a volta de textos/publicações partilhadas nas redes sociais, sobretudo quando expressam posições tendenciosas e que visem enganar os menos atentos. Porém, neste sábado 11 em que celebrarmos o 48° aniversário da nossa independência – marcado pela inauguração do Novo Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto – decidi escrever algumas linhas sobre as publicações feitas ontem, dia 10, pelo internauta Adriano Abel Sapiñala, político e deputado pela bancada da segunda maior força política do País, sobre a inauguração do AIAAN.

1° – Na primeira publicação o internauta insinua que “… voo internacional não é o tamanho do avião; é a ligação da viagem que o avião faz de um País para o outro!”.

Ora, vejamos: tal como aconteceu, o programa oficial do acto de inauguração aludia que às 9h00 aconteceria a aterragem e baptismo do primeiro voo ao AIAAN. Desafio, assim, o internauta Adriano Abel Sapiñala a provar em que circunstâncias viu ou ouviu q o voo seria internacional.

2° Numa segunda publicação AAS afirma que “Se está difícil a percepção do que é um aeroporto internacional a luz da ciência então pelo menos o façam pela interpretação da língua portuguesa! …”.

Peço desculpas, mas tenho que dizer: Ó Didi, vai enganar outro, pois um aeroporto internacional não  é aquele em que só operam voos internacionais, e isto não é uma questão de língua portuguesa.

3° Por último, o jovem que se arroga colocar-se na lista dos melhores falantes e intérpretes da língua portuguesa afirma o seguinte: “Já assisti inaugurações de aeroportos como do Luau e de Ndalatando com toda pompa e circunstância e até hoje não recebem voos então não se espantem se o novo aeroporto ainda passar mais tempo sem receber voos; está no DNA deles”.

Aqui impoe-se lembar ao internauta Sapiñala, que o funcionamento do AIAAN obedece um plano previamente elaborado e que não se limita a operacionalização de voos. Logo, mais uma vez digo: Didi, vai enganar outro.

Ao invés de estar a enganar os menos atentos com publicações banhadas de inverdades,  Sapiñala devia ter a coragem de ir testemunhar a inauguração da tão importante infraestrutura, o que só não fez porque “está a lhe doer mesmo bem male”, aliás, o mesmo que se autoproclama ser o “tio de todos os tios”, dá provas de ser um tio de “maus exemplos”, logo, não aconselha-se nenhum sobrinho a segui-lo.

Termino felicitando o Titular do Poder Executivo e a sua equipa pela inauguração do AIAAN e apelo que se cumpram os prazos estabelecidos para o seu normal e pleno funcionamento

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *