Junho 14, 2024

A segunda edição da Expo ‘Feito em Angola’ (EFA) encerrou sábado, em Luanda, com a premiação de 12 empresas que mais se destacaram, das 242 participantes, com realce para o Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), que recebeu o galardão de Melhor Serviço Público.

A premiação decorreu na sala de conferência do salão de exposições da Zona Económica Especial, em cerimónia presidida pelo secretário de Estado para a Economia, Ivan Marques dos Santos.

Na gala, que marcou o encerramento da EFA 2023, foram ainda galardoados a representação do Cuanza-Sul (Melhor Participação Provincial), Fabrimetal (1ª empresa aderente ao selo Feito em Angola), Fazenda Filomena (Participação com selo verde Feito em Angola), Nmodules (Produto Inovador) e Atlântico Foods (Produto de Bem).

Completam a lista de premiados as empresas CIMJ (Jovem Empreenedor), Nutri Boty (revelação), Kenzi (Mulher empreendedora), Expocarnes (Activação de marcas), Emadel (Melhor Stand) e Equilibrium (Serviço/Produto).

O secretário de Estado para a Economia elogiou a resiliência e reconheceu a capacidade de se reinventar do empresariado nacional. No discurso que marcou o encerramento do certame, Ivan Marques dos Santos apelou aos empresários para continuarem firmes e partícipes no processo de diversificação da economia nacional, bem como a manterem-se elegíveis para o conjunto de medidas de estímulo implementadas pelo Executivo.

“Felizmente, o país tem empresários que não desistem, mesmo em tempos difíceis, o que demonstra o forte compromisso que têm com o mercado, com os cidadãos, e a confiança nas políticas de alívio à economia”, reconheceu.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *