Fevereiro 25, 2024

A Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço, esteve, na última semana, em Freetown, capital da Serra Leoa, a participar nas actividades comemorativas do 1º aniversário do 18 de Novembro, Dia Mundial das Nações Unidas para a Prevenção e Cura das Vítimas de Exploração, Abuso e Violência Sexual.

O convite partiu da Primeira-Dama da Serra Leoa, Fátima Maada Bio, que estendeu o gesto a  outras entidades estrangeiras, entre elas a Primeira-Dama da República Federal da Nigéria.

As actividades decorreram durante três dias, tendo sido abertas a 17 de Novembro pelo Presidente da República da Serra Leoa, Julius Maada Bio, com um discurso a apelar a uma acção conjunta no combate aos abusos sexuais, tráfico e violência contra as crianças.

Nesse acto, a Primeira-Dama de Angola usou da palavra para realçar a importância no contexto da prevenção e cura das crianças vítimas de abuso e violência sexual.

No dia principal, 18 de Novembro, Ana Dias Lourenço participou num culto ecuménico dedicado ao evento, durante o qual os presentes oraram a favor das crianças vítimas de abuso e violência sexual, além de terem sido apresentados testemunhos de algumas vítimas.

A Primeira-Dama partilhou as políticas e as medidas de prevenção elaboradas e adoptadas pelo Governo angolano sobre a matéria.

Neste particular, Ana Dias Lourenço ressaltou a tendência de regressão de casos reportados de abuso e violação sexual em Angola desde 2021, com a entrada em funcionamento do serviço SOS-CRIANÇA, que é anónimo, gratuito e confidencial, aliando-se a essa iniciativa a Campanha Nacional de Prevenção e Combate à Violência Sexual contra a Criança, lançada em Março de 2021. Falou, igualmente, de outras medidas de política do Executivo.

Na sua intervenção, a Primeira-Dama esclareceu que, através desta campanha, as crianças e as famílias recebem informações sobre os mecanismos existentes para a protecção e aproveitou a tribuna para lançar um apelo ao esforço de todos para a redução e eliminação do fenómeno violência sexual contra a criança para que as petizes africanas tenham um futuro risonho.

A última actividade dos três dias de eventos em Freetown aconteceu no domingo e constou de uma visita de Ana Dias Lourenço a um hospital em construção com capacidade para 600 camas, para tratamento e apoio às vítimas de abuso e violência sexual.

A infra-estrutura hospitalar está a ser erguida com o apoio da Fundação Maada & Fátima Bio, pertencente à Primeira-Dama da Serra Leoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *