Fevereiro 25, 2024

A Comissão do Mercado de Capitais (CMC) confirmou, na quarta-feira, 20, o registo da Prospectum Capital, Sociedade Corretora de Valores Mobiliários (SCVM). Com esta confirmação, a empresa ligada aos investimentos do Grupo Carrinho torna-se na sétima corretora registada no País.

Outro impacto da chegada ao mercado desta corretora do Grupo Carrinho, que também é accionista do BCI (possui a nona maior carteira de títulos entre os bancos comerciais), é que eleva para sete os bancos com maior carteira de títulos que decidiram abrir uma corretora ou distribuidora.

De acordo com fontes ligadas ao processo, a Prospectum SCVM vai herdar parte da carteira do BCI avaliada em 129.566 milhões Kz.

Numa altura em que faltam apenas 11 dias para o dia 31 de Dezembro, data limite para os bancos transferirem as carteiras de títulos de dívida pública na sua posse para corretoras e distribuidoras de valores mobiliários, o BCI faz subir para sete o número de bancos que directa ou indirectamente vão ser accionistas das entidades que vão herdar a operações do mercado de capitais. Do Top 10 de bancos com maiores volumes de carteiras de títulos de dívida pública apenas o BIC (3º) e Banco Económico (6º) assumiram publicamente que não vão avançar para a abertura de distribuidoras ou corretoras de valores mobiliários.

O BAI, que possui a maior carteira de títulos entre os bancos comerciais, avaliada em 1.848.119 Kz, foi o primeiro a abrir a sua distribuidora (Aurea). Seguiu-se o BFA, dono da segunda maior carteira de títulos do mercado (avaliada em 1.126.683 milhões Kz), que abriu a distribuidora BFA Capital Markets.

Seguiram-se os donos da sexta e sétima maiores carteiras de títulos, Banco Sol e Standard Bank de Angola. O Banco Atlântico assume que não vai avançar directamente para a abertura de uma distribuidora ou corretora. Mas o Expansão sabe que a Hemera Capital Partners, de acordo com fontes ligadas ao processo, tem na sua génese alguns accionistas do banco e está no processo de abertura da sua distribuidora de valores mobiliários.

O sétimo a solicitar a abertura de uma entidade é o BPC, que possui a terceira maior carteira de títulos de dívida pública avaliada em mais de 864 mil milhões Kz.

Quanto ao Banco Económico, o Expansão sabe que até estava no processo de constituição de uma sociedade para a qual desejava transferir aquela que é a 10ª maior carteira de títulos de dívida pública mas, com a reestruturação dos accionistas, acabou por desistir e está a aconselhar os seus clientes a transferir os títulos para outras corretoras e distribuidoras já constituídas.

Há entidades registadas que não estão no site da CMC

A CMC comunicou, na quarta- -feira, 20, a todas as entidades que concluíram o processo de registo que não foi possível , até à presente data, a devida actualização da informação no website institucional da CMC, estando este serviço em manutenção. De acordo com um comunicado da CMC publicado no Instagram, há 8 entidades que já foram registadas mas que ainda não estão no website.

São elas a Pareto Consulting Lda, consultora para investimento e analista financeira, a Prospectum Capital -SCVM, S.A, a Soares Nunes Soluções Lda, auditor externo e pessoa colectiva e o fundo especial de investimento em valores mobiliários fechado de subscrição pública, Standard Invest, e os Peritos Avaliadores Imobiliários e Habitação Lda.

O documento cita ainda três peritos avaliadores de imóveis e organismos de investimento colectivo de pessoa singular, designadamente: Zeferino Quizola Neves, Alexandre Carlos Dias dos Santos e Abel Hossi Chissalukila.

AO

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *