Julho 20, 2024

 A TAAG vai passar a aceitar, a partir de 1 de Janeiro, o transporte de alimentos como bagagem, com o objectivo de “proporcionar uma melhor experiência de viagem aos seus passageiros”.

TAAG volta a admitir transporte de alimentos na bagagem – Valor Económico

De acordo com um comunicado de imprensa da companhia, a partir do próximo mês, a TAAG actualiza a sua política de transporte para dar aos passageiros uma “maior conveniência” nos artigos admitidos como bagagem de mão e de porão.

Esta decisão surge um ano depois da companhia ter proibido o transporte de alimentos perecíveis como bagagem em plena época festiva. A decisão criou um “alvoroço” nas redes sociais e surpreendeu os passageiros que estavam habituados a fazer o transporte de alimentos de Luanda para Portugal, principalmente de bacalhau. 

Assim como os produtos perecíveis, instrumentos musicais, material desportivo e animais de estimação também passam a ser admitidos como bagagem “desde que respeitem os termos e condições da política de bagagem, nomeadamente restrições de formato, peso, acondicionamento bem como, a legislação aplicável do país de destino”. “Com esta actualização, o passageiro poderá adquirir/pagar por bagagem extra,sem limitação de artigos, beneficiando inclusive de tarifas mais baixas se efectuar a compra de bagagem extra de forma antecipada, ou seja, antes da data de viagem”, lê-se no comunicado. 

AO

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *