Maio 23, 2024

A Sonangol afirmou, segunda-feira, que o navio Marlin Luanda, atingido por um míssil, na região do Mar Vermelho, não é sua pertença nem estava ao serviço da petrolífera angolana.

Em comunicado, a petrolífera estatal nega as informações, que circulam nas redes sociais e sites, segundo as quais a embarcação estava ao seu serviço e a transportar combustíveis para Luanda.

A petrolífera estatal angolana lembra que o o navio Merlin Luanda não faz parte da sua frota de navios próprios ou fretados e tão pouco está sob sua responsabilidade, ao contrário do que “veiculam determinados meios”.

No mesmo comunicado, a Sonangol aproveita para esclarecer que devido ao perigo que acarreta a navegação na região do Mar Vermelho e Golfo de Aden, a Sonangol adoptou medidas preventivas para evitar quaisquer incidentes com navios da sua frota ou ao seu serviço, pelo que nenhum dos seus meios se encontra próximo da região em causa.

 
Navio pertence à Trafigura 

Num outro comunicado, veiculado pela líder mundial no fornecimento de commodities, a Trafigura confirma que o navio  Marlin Luanda, um navio-tanque de produtos petrolíferos, faz parte da frota da sua empresa.

Pelo que tudo indica, o navio foi atingido por um míssil no Golfo de Aden, quando transitava no Mar Vermelho e transportava nafta, e neste momento prossegue, entretanto, a sua rota, tendo a Ásia como destino da carga. O incidente provocou um incêndio num tanque de carga a estibordo do navio.

De acordo com o comunicado, a tripulação, apoiada por embarcações militares, extinguiu totalmente o incêndio, estando neste momento e na íntegra em segurança. A assistência prestada pelos navios da Marinha indiana, americana e francesa foi decisiva para os resultados alcançados, porém, a “elevada capacidade técnica e profissional” que o comandante e a tripulação do navio demonstraram, face a este infortúnio, foram cruciais para controlar o incêndio, em circunstâncias verdadeiramente difíceis.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *