Abril 21, 2024

 

 

O director-geral do Instituto de Desenvolvimento Local (FAS), Belarmino Jelembi, garantiu, terça-feira, em Luanda, que a segunda fase do Programa de Fortalecimento da Protecção Social, denominado Kwenda, vai envolver cerca de sete mil inquéritos em todo o país.

Em declarações aos jornalistas, no final do encontro de apresentação da segunda fase do programa, o responsável do FAS esclareceu que o processo vai obedecer a várias fases, das quais a auscultação a Organizações Não-Governamentais, pesquisadores, sociedade civil, assim como as famílias beneficiárias.

O projecto, que beneficia  famílias, disse, inclui a avaliação de impacto do programa, em todo o território nacional, que estará disponível em Maio, tendo acrescentado que a auscultação permitiu elaborar uma melhor estratégia de expansão urbana, nomeadamente os critérios de selecção para os beneficiários e como cruzar os diferentes componentes do programa.

Para a nova fase do Kwenda, acrescentou Belarmino Jelembi, existe a institucionalização do progra- ma, enquanto política pública, com sustentabilidade orçamental e programática.

O director do FAS referiu, igualmente, que está em curso a estratégia e funcionamento do Cadastro Social Único, que permitirá saber as melhores soluções para a actual realidade do país

 JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *