Maio 24, 2024

Pelo terceiro jogo consecutivo, a equipa do 1º de Agosto consentiu um empate, domingo, no Estádio de Calulo, atrasando-se na corrida para encurtar a distância em relação aos líderes do Campeonato Nacional da I Divisão.

O Recreativo do Libolo foi o carrasco num desafio onde o 2-2 dividiu um ponto para cada lado, no encerramento da 18.ª jornada.

Longe dos tempos áureos das duas formações, estiveram em campo 17 títulos de campeão nacional, com 13 para os militares e quatro dos libolenses, o desafio contou com o elemento mais importante de uma partida, os golos. Nos últimos três duelos, os agostinos empataram diante da Académica do Lobito,

Desportivo da Lunda-Sul e Recreativo do Libolo. 

Os técnicos Lopes Andrade e Filipe Nzanza montaram as estratégias no sentido de sairem vitoriosos, embora o favoritismo recaísse para os rubro e negros, a realidade foi bem diferente com as coisas bastante equilibradas.

Caneta e Andeloy marcaram para a formação da Vila de Calulo, enquanto Obed Mayamba regressou aos golos pela equipa do Rio Seco, com o bis. Os militares mantêm a sexta posição, agora com 23 pontos, enquanto os libolenses conservam a última colocação, agora com 10 pontos.

Ainda ontem, no outro desafio de encerramento da ronda, faltou competência ao Kabuscorp do Palanca para vencer a Académica do Lobito, no Estádio dos Coqueiros, onde apesar das várias investidas ofensivas não conseguiu traduzir em golos as oportunidades.

O segundo melhor marcador do Girabola, Benarfa, do conjunto palanquino, deixou passar a oportunidade de colar-se a Mussa na liderança da artilharia do campeonato, com 10 golos.

No sábado passado, a contribuição do avançado Mussa foi fundamental para a formação do Desportivo da Lunda-Sul ganhar o jogo, 2-1, e manter-se na liderança do Campeonato Nacional da I Divisão, agora com 38 pontos, face ao triunfo sobre o Santa Rita de Cássia, mais um, em relação ao Sagrada Esperança da Lunda-Norte, que venceu com serviços mínimos o Clube Recreativo União de Malanje.

Os dois desafios foram pontuáveis para a 18ª jornada, onde os três pontos sorriram para as formações do Leste do país, seguindo-se nos lugares cimeiros da tabela geral de classificação.

Os golos de Mussa, no final da primeira parte, e Crespo aos 77´, deram os festejos ao Desportivo da Lunda-Sul, no último sábado, diante do Santa Rita de Cássia, no Estádio das Mangueiras, em Saurimo.

Maurílio Silva apostou numa equipa ofensiva, depois do empate fora de casa, frente ao 1º de  Agosto, onde deixou escapar a vitória no último minuto de compensação. Desta feita, a actuar no seu reduto e pressionados na liderança, os lundas não tiveram outra alternativa senão jogarem ao ataque. Os golos acabaram por surgir de forma natural, confirmando o favoritismo do conjunto orientado pelo técnico brasileiro.

A equipa sensação do Girabola continua a fazer o seu caminho, imitando a galinha, grão a grão enchendo o papo. Como as contas fazem-se no final do campeonato, no momento, mantêm as atenções na conquista dos três pontos em cada jogo, tendo sempre em mente que podem ser ultrapassados na liderança pelo Petro de Luanda, caso vença os três jogos em atraso, soma menos quatro pontos.

O Sagrada Esperança aplicou-se ao máximo para arrancar o triunfo à equipa do Clube Recreativo de Malanje, na recepção feita no Estádio dos Coqueiros, com golo solitário do médio ofensivo Luís.

Os diamantíferos redimiram-se da desastrosa deslocação ao Zaire, onde perderam por 2-0, na jornada anterior, com o São Salvador local, impedindo-os de assumirem a liderança na altura.

Ainda no sábado, o Interclube, que vinha de duas vitórias consecutivas, não teve pernas para ultrapassar o FC Bravos do Maquis. A jogar em casa, consentiu o empate a um golo. Gogoró, aos 18 minutos, colocou em vantagem os visitantes, enquanto Boiado, aos 90+1, restabeleceu a igualdade, evitando a derrota do conjunto dos polícias, que não perdem no Estádio 22 de Junho, diante dos maquisardes, há cinco épocas.

A chicotada psicológica teve um efeito positivo ao Wiliete de Benguela que saiu de Cabinda, com os três pontos na bagagem, mercê do triunfo sobre o Sporting local, com uma goleada por 3-0. Quare, aos 33 minutos, Naigel aos 80´, Mule aos 89´foram os marcadores de serviço.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *