Abril 25, 2024

A Procuradoria Geral da República, constitui nesta terça-feira, 28, arguida a Presidente do Tribunal de Contas

Exalgina Gamboa, suspeita de cometimento de crimes como, peculato, extorsão e corrupção. De acordo com uma nota tornada público, na terça-feira, a PGR, dá a conhecer que abriu um processo de inquérito, para a averiguação de actos alegadamente ocorridos no Tribunal de Contas. A nota da PGR refere que, após uma perícias das denúncias, foram comprovados alguns actos irregulares, onde foi aberto um processo-crime, por actos de peculato, extorsão e corrupção, em cuja a instrução preparatória foi a Juíza Conselheira-Presidente do tribunal de Contas, Exalgina Renée Vicente Olava Gamboa. O documento da PGR salienta que foi também, constituído arguido o filho da Juíza Presidente do TC, Hailé Musapé Vicente da Cruz, pelo crime de extorsão e corrupção. A PGR reitera compromisso com a legalidade e ao pleno respeito aos direitos fundamentais dos cidadãos, bem como, a presunção de inocência, constitucionalmente consagrada. A PGR apela a todos actores sociais, singular e coletivo, e as suas escrupulosa consideração.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *