Junho 14, 2024

 O governador Luís Nunes incetivou, este domingo, os empresários nacionais a investirem na província de Benguela, em razão das diversas oportunidades existentes para alavancar a economia do país.

Luís Nunes fez estas declarações à Televisão Pública de Angola (TPA), reagindo à visita do Presidente João Lourenço e dos seus homólogos da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi, e da Zâmbia, Hakainde Hichilema, à cidade do Lobito, por ocasião da efectivação do contrato de exploração do Corredor do Lobito pelo consórcio Lobito Atlantic Railway.

O governador considerou o Corredor do Lobito como o principal centro logístico do país, e apontou algumas potencialidades da província na agricultura, pesca e produção de sal, em que o empresariado pode investir para exportar para os país vizinhos sem acesso ao mar.

“Apelamos ao empresáriado nacional para investir na província porque temos tudo para dar certo”, afirmou Luís Nunes.

O consórcio Lobito Atlantic Railway, vencedor do concurso internacional, no dia 4 de Novembro de 2022, é composto pelas empresas Trafigura, Vecturis e Mota Engil.

Tem a responsabilidade da transportação das cargas pesadas e da manutenção das infra-estruturas do Caminho de Ferro de Benguela (CFB).

Por seu turno, o CFB vai encarregar-se do transporte de passageiros e de cargas mais leves.

O Corredor do Lobito atravessa a África Austral e afirma-se como um dos principais eixos de circulação de matérias-primas, produtos e mercadorias, não apenas dentro dos países que atravessa, mas também pela conexão que estabelce com o mercado mundial, através do Porto do Lobito, que assegura uma elevada percentagem no volume do comércio internacional de toda a sub-região.

ANGOP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *