Julho 20, 2024

A polícia russa deteve, esta sexta-feira, à tarde várias pessoas em Moscovo e noutras cidades russas em protestos pela morte na prisão da figura de proa da oposição, Alexei Navalny, indicou o portal que acompanha as detenções na Rússia, OVD-Info.

Um jovem com um cartaz onde se lia “Assassinos” foi detido perto de um monumento a vítimas da repressão política na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) no centro de Moscovo, onde hoje se formaram grandes filas de pessoas que queriam depositar flores em memória de Navalny.

Outra moscovita foi levada para a esquadra policial quando protestava em frente ao Muro da Dor, erigido na avenida Sakharov, batizado com o nome do dissidente soviético e prémio Nobel da Paz Andrei Sakharov, físico nuclear.

Segundo relatou a Lusa, um jovem brandia um cartaz com a frase “Hoje morreu Alexei Navalny”.

Em frente a esse monumento, inaugurado em 2017 pelo próprio Presidente russo, Vladimir Putin, os russos escreveram “Navalny” no chão com cravos vermelhos e ali colocaram fotos da principal figura da oposição russa, juntamente com mensagens como “Não nos renderemos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *