Abril 21, 2024

 Com a apresentação das cartas credenciais esta quinta-feira, 29, ao Presidente da República, João Lourenço, a China volta a ter Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário no país.

A aceitação das credenciais de Zhang Bin ocorre quase seis meses depois do fim da missão do até então embaixador, Gong Tao, no passado mês de Agosto.

“As relações China-Angola têm grande espaço e potencial no futuro. Vou-me esforçar para promover e aprofundar a nossa amizade tradicional histórica e promover a cooperação de ganhos compartilhados em todos os domínios”, garantiu, ao final da cerimónia, Zhang Bin.

Correio da Kianda sabe ainda que o Chefe de Estado angolano tem prevista uma nova viagem a China ainda este mês de Março. A visita ao país oriental ocorre cinco anos após a ida de João Lourenço a Pequim.

De ressaltar, que o comércio entre a China e Angola atingiu um novo recorde, em 2022, totalizando 207 mil milhões de dólares americanos, um aumento de 25%, relativamente ao período homólogo anterior.

Hoje, foram também apresentadas as credenciais do Embaixador em Angola da República Checa, Tomáš Uličný, da Índia, Vidhu P. Nair, da Nicarágua, Darling Carolina Rios Munguia, e da Polónia, Jan Pawecec.

CK

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *